Super Dica de Cinema
  30/05/2022 às 14h56

Top Gun: Maverick


6
0
Top Gun: Maverick

Quando foi anunciada uma continuação de ‘Top Gun: Ases Indomáveis’ os fãs não sabiam o que esperar. Afinal, o filme que foi um sucesso no ano de 1986 teve um final satisfatório. Mas em time que está ganhando também se mexe, não é mesmo!?

Desta forma, ‘Top Gun: Maverick’ chega aos cinemas usando dos elementos nostálgicos, porém não está pautado apenas nisso. A produção consegue elevar ainda mais o que o clássico dos anos 80 realizou entregando um dos melhores filmes do ano e um dos melhores filmes de ação dos últimos tempos. Ou seja, esse é o poder de uma figura que consegue ser tão incrível no auge dos seus quase 60 anos, sim estamos falando de Tom Cruise.

Pete Maverick (Tom Cruise) não ascendeu na carreira, ainda é capitão e um piloto de testes à serviço da Marinha. Quando de repente é chamado de volta a pedido de seu amigo, Tom Kazansky "Iceman "(Val Kilmer), para o programa “Top Gun” para ser o professor de um novo grupo talentoso. Sua missão era treinar estes alunos que nunca estiveram em combate, para se verem aptos em missão no Irã, para aniquilar uma possível base de enriquecimento de urânio.

O que ele não esperava era que um destes alunos era Bradley "Rooster" Bradshaw (Miles Teller), filho do seu antigo copiloto Goose, falecido no primeiro filme.

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

Logo de cara já temos então vários elementos para incrementar a trama: Um piloto obrigado a voltar a dar aulas com a ameaça de nunca mais poder voltar a voar, uma missão (quase impossível) de ser realizada e um passado que volta à tona uma vez que o mesmo ainda sente culpa pela morte do parceiro e agora teme pelo filho. Ao mesmo tempo que tem que dar aulas e ser um exemplo, Maverick sabe que não pode perder sua essência e seu modo impulsivo de agir!

Falar deste filme sem ter doces lembranças é bem difícil. E são às vezes pequenas referências que somente quem é fã vai captar. Desde a moto usada pelo Maverick, a jaqueta de couro, passando pelas frases com dose de ironia, ao mesmo tempo marcantes.

Lembram das cenas jogando vôlei no primeiro filme? Aqui foi substituída por uma partida nada convencional de futebol americano na praia. A rivalidade que Maverick tinha com Iceman agora é espelhada em Rooster, um piloto mais "calmo" e calculista que confronta Hangman (Glen Powell) um piloto bem arrojado e confiante de suas habilidades.

Mesmo com suas raízes no passado, o filme traz cenas de ação para uma "realidade possível": é como se estivéssemos dentro de um simulador de voo! O vício em adrenalina neste filme é fascinante, com cenas de tirar o fôlego! Como a missão inclui voos rasantes e possíveis combates contra bases inimigas, os pilotos são testados no seu limite físico e mental de uma forma que muitas das vezes o espectador sente da mesma forma, numa experiência sensorial e imersiva!

Já na trilha sonora temos a canção-tema "Hold My Hand" interpretada pela Lady Gaga. É uma boa trilha sonora, mas ainda não chega aos pés do filme de 1986 que inclusive venceu Oscar de Melhor Canção Original com "Take My Breath Away" de Berlin.

Aliás, a sonoridade deste filme é absurdamente boa! Desde cenas em auto mar até os voos mais insanos e inimagináveis são realizados e deixam você de boca aberta!

Para quem viu o primeiro é muito bom relembrar vários momentos de um filme que marcou até a "Sessão da Tarde" de vários que aqui leem. Quem não assistiu ao primeiro filme vai se sentir deslocado? Talvez por não entender algumas referências eu digo, mas não é preciso estar apegado ao antigo para chegar à conclusão que este é um dos melhores filmes de ação dos últimos anos.

Com cenas marcantes, nos sentimos ali dentro da tela do cinema mesmo com a ausência da tecnologia 3D! As rivalidades e amizades criadas no filme parecem tão reais também que merecem um destaque. Realmente é como se fossem um grupo de amigos, uma família e uma escola de formação de pilotos. A trilha sonora e os efeitos visuais merecem aplausos dando uma aproximação da realidade. Ou seja, acaba se tornando uma experiência cinematográfica imperdível!

Esta é uma daquelas produções que soube abraçar o seu passado, dar aos fãs tudo que eles pediam e quem sabe algo mais. E em tempos da disputa acirrada entre Marvel e DC nos cinemas, Top Gun: Maverick mostra que nem todo herói precisa usar uma capa. Só precisamos mesmo do Tom Cruise pilotando!

Top Gun: Maverick está em cartaz nos cinemas!

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

185
24

Amigos da Super