Super Dica de Cinema
  17/02/2021 às 13h55

Tom e Jerry – O Filme


11
0
Tom e Jerry – O Filme

Quando uma nova versão de um clássico ganha forma dentro da cultura pop, obviamente algumas reações já são esperadas. Desde aqueles que torcem pelo sucesso da nova obra, até mesmo os mais saudosistas que se sentem ofendidos quando algo novo baseado numa produção de sua infância é criado! Porém o mais interessante nisso tudo é que Hollywood segue trazendo do passado personagens e histórias conhecidas, independente das queixas do público!

E assim, Tom e Jerry - O Filme, chegou aos cinemas com uma proposta diferente, mas não inovadora, para contar a disputa tão conhecida da história dos desenhos animados. Unindo então os clássicos personagens com atores reais, essa nova aventura consegue acertar na nostalgia, em suas referências e ainda ter espaço para nos arrancar boas risadas! Então, pode respirar fundo e aliviado meu querido nerd!

Tom quer muito fazer sucesso tocando piano, já Jerry apenas quer encontrar um local adequado para morar. Mas quando esses dois entram numa terrível disputa, a jovem Kayla se vê envolvida nessa bagunça, ainda mais quando essa briga prejudica seu novo trabalho em um hotel de luxo de Nova York que está prestes a organizar o maior casamento que a cidade já viu! Logo, o gato e o rato rivais deverão unir forças para ajudar a jovem ou aquilo que tanto querem poderá não acontecer!

Tim Story é quem dirige o longa baseado nos desenhos clássicos de William Hanna e Joseph Barbera! Deste modo, trabalhar com dois ícones da cultura pop certamente não seria uma tarefa tão simples. Ao mesmo tempo, carregar o longa de computação gráfica tornaria tanto Tom quanto Jerry, apenas duas criaturas para lá de artificiais, ainda que desenhos. Desta forma a escolha de empregar os efeitos em 2D, fazendo alusão ao traço clássico dos personagens é um grande acerto!

Há fluidez nos movimentos, na forma como interagem com o resto em cena e principalmente, com os atores reais. No melhor estilo Space Jam, essa dinâmica torna o filme mais próximo do público que facilmente compra a ideia daquele universo possuir animais mais caricatos e que possuem características diferenciadas. Já que nenhum outro animal real aparece no longa!

Junte isso com as clássicas perseguições, armadilhas e combates de Tom e Jerry. Com direito a olhos que saltam da face, mãos que crescem desordenadamente, o aroma que os faz flutuar e os sons originais de ambos que facilitam ainda mais o sentimento nostálgico acontecer. Isso faz com que venhamos a encontrar diversas referências ao universo da Hanna-Barbera espalhadas pelo filme. E não apenas isso, há tempo para outros personagens servirem de citação ou inspiração para ambos os protagonistas, ou rápidos easter eggs, como um cartaz do Coringa de Joaquin Phoenix adaptado!

E se o elenco "animado" consegue capturar a atenção do público facilmente, o mesmo não podemos dizer dos atores que contracenam com Tom e Jerry. Quem se sai melhor obviamente é Chloë Grace Moretz! A atriz abraça as piadas, as estranhezas e consegue transmitir dinamismo ao interagir com as figuras digitais. Isso não se pode dizer de Michael Peña que mais parece estar funcionando no automático sem muito o que realizar. Entretanto parte dos incômodos está na hora de dividir os núcleos da história!

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

A narrativa deste longa de Tom e Jerry é simples. Os protagonistas não se gostam, mas em um determinado momento terão que deixar as diferenças de lado em prol de algo maior. Simples, fácil e objetiva, se apenas a trama focasse nos dois!

O único problema deste novo longa da dupla dos desenhos animados está no núcleo de humanos, onde nenhum dos conflitos demonstrados apresenta veracidade. Kayla tem suas questões que precisam ser resolvidas por conta de mentiras, mas não há peso nessa situação. De igual modo o casal que está organizando a festa que traria a razão para que Tom e Jerry se tornassem ainda mais adversários, não convence em sua interação, tão pouco seus problemas.

O resultado disso é que todo o proveito do filme está justamente quando Tom e Jerry estão em tela! E que bom o tempo de ambos ser bem explorado! Os elementos nostálgicos, as piadas conhecidas durante as brigas, porém ganhando uma nova roupagem, a aparição de personagens que faziam parte do desenho clássico, tudo isso faz com que esse momento da história seja o mais divertido e apreciado por quem assiste! Ao mesmo tempo, isso faz com que parte da personalidade de ambos ganhe maior evidência, fazendo de Tom ainda mais obstinado e Jerry até um pouco ganancioso. E lógico que o roteiro trará momentos em que a dupla irá aprender com esses e outros sentimentos!

Ou seja, quando forem adaptar um desenho, deem espaço para que o desenho se sobressaia, pois o resto não irá fazer falta se cortado na edição!

'Tom e Jerry - O Filme' abraça não apenas a nostalgia, mas trilha um caminho certeiro ao adaptar para uma nova geração a antiga disputa dos desenhos, trazendo novos elementos em compasso a homenagem ao clássico da televisão. O que fica mais evidente graças ao traço dos personagens, as sequências que protagonizam e a comédia empregada no tempo certo!

Com uma direção que honra o material original, abrindo caminho para explorar outros pontos dessa briga tão marcante dentro da cultura pop, falta o mesmo empenho ao comandar o elenco de atores reais que apenas demonstram que estão lá, sem nenhum acréscimo verdadeiro ou relevância para trama. Sendo assim, se foco da história estivesse apenas em Tom e Jerry, teríamos muito a ganhar!

Ao final, diversão, nostalgia e risadas fazem parte desse pacote cinematográfico com cara de programa matinal infantil, e o mais legal, Tom e Jerry continuam sendo icônicos depois de 80 anos!

Tom e Jerry - O Filme está em Cartaz nos cinemas!

Importante: Há uma cena pós-créditos!

Will Weber
Geek Guia

 

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

98
9

Amigos da Super