Super Dica de Cinema
  27/12/2021 às 12h29

Matrix Resurrections


0
0
Matrix Resurrections

Em 1999, Matrix fez história no cinema por apresentar conceitos que se tornariam uma linha a ser seguida pelas narrativas que foram construídas nos anos seguintes. Os efeitos visuais inovaram, assim como a forma de entregar sequências de ação e inúmeras referências que passavam pela religião, filosofia e diferentes culturas. Com duas sequências diretas, um longa animado, jogos, entre outras mídias, Matrix se tornou um ícone dentro da cultura pop e por anos, retornar essa história sempre foi um desejo de Hollywood!

Assim, 'Matrix Resurrections' chegou aos cinemas, comandado por Lana Wachowski, para nos levar de volta ao conceito do que é real ou não, nos mostrando que deixamos legados por onde passamos e principalmente, fundamentando que laços são eternos. Independente dos caminhos escolhidos, sempre há um sentimento que não pode ser apagado, deletado, tão pouco, excluído. Mesmo que tentem reiniciar tudo, a jornada do herói continua nos mesmos pontos e é só seguir o coelho branco novamente para adentrar!

20 anos após os eventos de Matrix Revolutions, Neo, ou melhor, Thomas, está vivendo uma vida normal como programador de games. Ele constantemente se sente atraído para algo, mas graças a sua terapia consegue inibir qualquer pensamento que venha confundir sua mente. Um dia, ele conhece Tiffany, uma mulher semelhante a alguém do seu passado e logo, ao ter um encontro com Morpheus se reconecta com seu passado e relembra o que é estar fora da Matrix. Agora, a falsa realidade criada para controlar os humanos está cada vez mais perigosa, e Neo terá uma difícil missão como o Escolhido, já que precisa salvar Trinity de uma nova ameaça, mesmo que para isso tenha que se sacrificar mais uma vez!

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

Lana Wachowski comanda este quarto filme da franquia, assim como assina o roteiro! E retornar a uma história tão marcante não poderia menos da criatividade e engenhosidade da diretora! O comando sabe que trazer de volta figuras marcantes e ao mesmo tempo expandir certos conceitos tem sido uma das "modas" dos grandes estúdios nos últimos anos. Mas será que isso é possível com algo que demanda uma certa profundidade?

O resultado é competente e assertivo em grande parte do filme! A forma como o protagonista se vê na Matrix novamente e o quanto tê-lo prendido a ilusão da realidade é algo tão próximo ao espectador, que passa cada vez mais tempo conectado na internet. Ao mesmo tempo, trabalhar com o regresso é apresentar ideias que um certo público ainda não conhecia. As pílulas vermelha e azul, atravessar o espelho, a batalha contra as máquinas e todo o questionamento do que é real ou não!

Por isso, certas sequências são nostálgicas, ainda que alteradas em poucos aspectos, como é o caso da introdução, ou quando Neo enfrenta o "novo" Smith em um local conhecido do primeiro longa. Esse jogo autorreferencial funciona em boa parte do longa, contribui e muito para as cenas de ação, sendo que todo clímax é insano e caótico como Matrix consegue entregar!

Contudo, a produção acaba caindo na obrigatoriedade de certas explicações que os filmes anteriores não estavam interessados em trazer! Seria isso por conta da mudança do público? Que hoje prefere uma certa facilitação de ideias, ou até mesmo isso é um jogo metafórico da facilidade de ter tudo entregue à um clique, minando o esforço de pensamento mais profundo?

Novamente, Matrix consegue apontar novos e contínuos questionamentos. Sejam os que surgem após o filme ou os que sempre estiveram conosco!

Neo sempre foi o escolhido, mas até a figura mais importante que seja, precisa de alguém como seu esteio. Neste caso, Trinity! O vínculo dos dois era algo que não poderia ser destruído com facilidade, então, nada mais adequado para aprisionar quem detém grande poder, com quem é essa "fonte" de motivação. E nesta nova jornada pela Matrix e por uma realidade que talvez ainda não conheçamos, é o amor quem conduz tudo!

O interessante no texto de 'Matrix Resurrections' é o fato dele trazer sensações muito conhecidas dos dias atuais. O comodismo pelo trabalho, a ansiedade atrelada a traumas vivenciados, a busca constante por ser algo ou por se encontrar em algo e enfim, o despertar para aquilo que realmente se deseja alcançar.

Como aquela que ainda acredita no que foi dito, na esperança de modificar o futuro e continuar uma batalha que apenas mudou de "aparência", mas ainda se faz muito perigosa, ela é muito mais que o "coelho branco de Alice"! Se torna a ponte que leva Neo até Trinity e retoma a esperança de que é necessário despertar ainda mais pessoas do controle imposto pela Matrix! E quando se desperta, as escolhas podem ser mais difíceis, porém verdadeiras.

Logo, o quarto filme de Matrix é um retorno competente com direito a expansão interessante, contudo enfadonha em alguns pontos, de uma narrativa que pode percorrer diferentes caminhos. Só nos resta questionar quais serão essas linhas de pensamento, pois não se pode regressar pela mesma estrada achando que a história poderá ser apenas um mais do mesmo! Aceitável sim, concordável nem tanto!
'Matrix Resurrections' joga com a metalinguagem e com a auto referência para nos trazer de volta a um universo que demonstra múltiplas possibilidades de continuar contando boas histórias. Graças a direção de Lana Wachowski, o quarto filme consegue honrar seus antecessores além de empregar ainda mais estilo. Além de retomar tendências dentro de um cinema insano, caótico e que ainda tem tempo para falar sobre escolhas e o amor!

Apesar da preocupação com as explicações e por repetir certas ideias, ao final, o retorno de Neo é mais do que satisfatório! Nos deixando curiosos para saber o que vem a seguir, pois é interessantes ver os protagonistas subindo ao céu num momento de conquista, porém a partir daqui é necessário fazer algo a mais.

Já que o "poder do amor" é um recurso narrativo muito lindo, ainda assim, muito piegas! E isso é algo que Matrix não é!

'Matrix Resurrections' está em cartaz nos cinemas!
P.S: O filme tem uma cena pós-créditos! 

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

92
4

Amigos da Super