Super Dica de Cinema
  08/11/2021 às 13h22

Eternos


7
0
Eternos

Muito se fala da falta de profundidade em produções de super-heróis nos cinemas. E para tornar essa máxima ainda mais evidente, é citada a fórmula que sempre permeia tais obras como um artifício pejorativo ou para diminuir o valor para quem assiste, e acompanha, tais eventos cinematográficos! Contudo, quando uma narrativa se propõe a realizar algo completamente oposto, ainda dentro de um universo estabelecido, tais questionamentos demonstram não apenas o tom "segregador" de quem quer ditar o que é ou não "cinema", mas mascara o preconceito que cobre o discurso empregado que é o oposto da mensagem do filme da vez!

Desta forma, 'Eternos' chega aos cinemas como uma das, se não a produção mais madura da Marvel quando o assunto é desenvolver personagens e suas nuances. Ao mesmo tempo, se coloca a explorar traços dos sentimentos humanos e das características da sociedade, para entregar uma aventura coesa, executada com talento e que transmite diversidade de uma maneira natural, e bela! Não, não temos o filme de super-heróis perfeito, porém é uma grande demonstração de que as fórmulas podem ser refeitas sempre para melhor!

Os Eternos são uma raça que atuam para os Celestiais, seres que criaram o universo. Esses guerreiros defendem a humanidade dos Deviantes, criaturas que querem destruir a vida. Logo que todas essas entidades são exterminadas, os Eternos passam a viver em meio aos humanos, mas algo está para acontecer e este "despertar" os colocará juntos novamente para proteger a vida na Terra de uma destruição eminente!

A vencedora do Oscar de Melhor Direção, Chloé Zhao, é quem conta essa história sobre os primórdios e os novos rumos do Universo Marvel nos cinemas. E de uma maneira poética e um tanto subjetiva, a diretora estabelece uma verdadeira fábula sobre humanidade, crença e pertencimento!

Para isso, a direção aposta em planos abertos, longos, tanto nos momentos diálogo quantos nas sequências de ação! Tais momentos com um CGI bem empregado que vão das habilidades dos Eternos, até o design singular dos Deviantes. Junto a isso, a fotografia é colorida, luminosa, com tons quentes, deixando tudo mais próximo do público, aconchegante e familiar. As tomadas são feitas de maneira quase poética, assim como as transições, embaladas por uma trilha sonora em ritmo épico!

De igual modo, quando adentramos os instantes dos heróis em combate, há toda uma coreografia executada com assertividade, o que dá a cada um a singularidade exata para que acompanhemos com empolgação. Sem contar que o tom de humor consegue ir do sarcasmo ao gráfico, distante de qualquer exagero. Desta forma, Chloé Zhao estabelece seus personagens através de conflitos e vai delineando esta que é uma obra sobre encontrar o seu lugar em meio a universo tão vasto e cheio de possibilidades incríveis. Cada figura é apresentada de maneira clara e objetiva, tendo espaço para demonstrar suas habilidades, características e personalidades.

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

Talvez o único problema do longa seja a forma arrastada que algumas informações surgem na tela do segundo para o ato final. Certas ideias se repetem, diálogos terminam da mesma forma e o didatismo encontra espaço. Isso não estrega de forma alguma a experiência do filme, contudo, falas poderiam ter sido cortadas, além de idas e vindas dentro da nave dos personagens que funciona apenas para que quem ainda não conversou com outro diferente, possa acontecer!

Estes pontos, atrasam um pouco o clímax, porém Chloé Zhao sabe com reverter tal situação, nos entregando um final repleto de possibilidades e questionamentos!

O Universo Marvel foi criado pelos Celestiais e eles trouxeram os Eternos para defender a raça humana à medida em que ela se desenvolvia! Porém onde eles estavam quando os grandes conflitos começaram? Onde estiveram quando Thanos invadiu a Terra? Por que não houve interferência dessas figuras tão poderosas? Estes questionamentos, o texto de 'Eternos' procura responder, ao passo que amplia as possibilidades do futuro da Casa das Ideias no cinema.

Assim, a narrativa se faz uma jornada de descoberta, de encontrar o lugar onde se quer passar a vida e o porquê de proteger algo que tanto se ama. E neste conceito, cada Eterno tem suas paixões, questões e sentimentos acerca da raça humana.

Alguns escolheram se isolar para cuidar dos outros. Existem aqueles que souberam aproveitar cada instante de uma vivência em sociedade, com família, filho e carreira! E há quem nunca poderá desfrutar destes "privilégios" que somente a vida humana possui! Entretanto, o perigo grandioso que se aproxima os faz se reencontrarem e com isso os conflitos internos ressurgem para moldar a escolha de cada um neste momento. Demonstrando então que ninguém é totalmente bondoso ou inocente!

Deste modo, o roteiro amplia a diversidade em tela, onde figuras femininas possuem o destaque, conduzem a trama e são detentoras de um poder maior e personagens LGBTQIA+ surgem com naturalidade, estabelecendo suas relações, fundamentando uma representatividade vívida, assertiva e cativante!

Com isso, 'Eternos' é uma quebra do que se espera de um filme de heróis. Uma lição palpável do quanto um texto baseado em quadrinhos consegue se aprofundar em temáticas que nem mesmo o diretor mais cult e a história mais complexa sobre as vertentes da humanidade talvez não consiga com tamanha despretensão. Atrelado a isso, a produção revela também camadas de quem assiste, principalmente dos olhares mais analíticos que não conseguem disfarçar o seu descontentamento atrelado a preconceito, maquiado de opinião! Porém isso é assunto para outro momento!

'Eternos' se torna a produção mais madura da Marvel quando o assunto é desenvolver personagens e suas nuances. Ao mesmo tempo, se coloca a explorar traços dos sentimentos humanos e das características da sociedade, para entregar uma aventura coesa, executada com talento e que transmite diversidade de uma maneira natural, e bela!

Distante de ser o filme de super-heróis perfeito, Chloé Zhao conta sua versão do Universo Marvel, ao mesmo tempo que coloca elementos que deverão ser seguidos daqui em diante! Do seu jeito, realiza uma jornada quase "bíblica", repleta de singularidade, pertencimento e talento!

Logo, a obra é uma grande demonstração de que as fórmulas podem ser refeitas sempre para melhor, além de firmar que é possível fazer dos quadrinhos um instrumento representativo de muitas histórias! E talvez seja isto que assuste tanto certas análises! Enquanto isso, só podemos dizer: Obrigado, Chloé Zhao!

Eternos está em cartaz nos cinemas!
P.S: O filme possui duas cenas pós-créditos!

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

53
4

Amigos da Super