Super Dica de Cinema
  03/10/2020 às 18h28

Enola Holmes


15
1
Enola Holmes

Histórias famosas da cultura pop já ganharam inúmeras versões, adaptações, releituras e mudanças nos últimos anos, seja no universo das séries ou no cinema. E ao passo que Hollywood encontra maneiras de criar uma franquia, ideias são transformadas em realidade, justamente para alcançar um público novo!

Assim, Enola Holmes chegou à Netflix trazendo consigo uma aventura divertida e cativante, principalmente pautada no carisma da protagonista. E se para muitos, Sherlock ser coadjuvante é um problema, para quem entendeu do que se trata essa jornada da irmã mais nova da família Holmes, o fato do irmão mais velho estar ali em segundo plano, não reduz a graça da história e tão pouco o faz importante! Pois o foco aqui é o quanto Enola irá trilhar seu próprio caminho! Com ou sem outro detetive famoso!

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

Enola Holmes é a irmã mais nova de Mycroft e Sherlock Holmes! Ela vive com sua mãe em uma mansão no campo, onde aprende todos os dias sobre diversas coisas como artes marciais, química, além de várias leituras. Porém um dia sua mãe desaparece e logo os irmãos de Enola passam a decidir sobre o seu futuro, principalmente querendo mandar a jovem para um internato! Só que a garota irá seguir sua própria jornada para entender esse sumiço além de ajudar um rapaz que está em perigo!

Dirigido por Harry Bradbeer, o filme é uma adaptação dos livros escritos por Nancy Springer, e traz uma construção bem dinâmica para a história da jovem investigadora! Ao se apoiar no constante, às vezes excessivo, uso da quebra da quarta parede (Onde o personagem conversa com o público), o diretor cria uma sensação de proximidade para com a personagem, com seus dilemas e situações que irá enfrentar! Isso faz com que a cada nova informação descoberta por Enola, façamos parte também daquele enigma.

Ao mesmo tempo, o comando do longa cria boas sequências de ação, perseguição e lutas, que vão desde de saltar de um trem em movimento, uma explosão no cais após um combate, até a invasão numa mansão à noite, o que gera ainda mais a atmosfera de aventura que se propõem em transmitir. Desta forma, momentos como os que a jovem precisa se disfarçar, conversar com pessoas em busca de pistas e enfrentar um inimigo, se tornam repletas também de um humor assertivo e bem inserido na trama.

Lógico que tudo isso se deve, e muito, pelo carisma de Millie Bobby Brown! A atriz consegue transmitir doçura, coragem, esperteza e graça a cada cena de sua "Enola". E quando precisa falar diretamente com a câmera, Millie captura a atenção do espectador diretamente, nos levando até o desfecho sem nenhum problema, pois queremos saber o que ela fará logo em seguida! Já Sam Claflin tem uma atuação tão irritante quanto o seu Mycroft e Henry Cavill é o mesmo inexpressivo de sempre!

O texto de Enola Holmes é pautado em um discurso progressista, inovador para época da ambientação do longa e logicamente, feminista! Esses pontos são questionados ao longo da narrativa pelos personagens masculinos que se veem em meio as mudanças que o tempo está trazendo para a sociedade (As questões do voto feminino, os movimentos sufragistas e a literatura escrita por e para mulheres). Em contrapartida, a história é eficaz ao criticar e mostrar o papel da mulher ao longo dos séculos. A postura que era (E é em vários lugares retrógrados) exigida, a forma de vestimenta e fala! E tudo isso passa a ser modificado pela protagonista por conta de suas descobertas.

Nisso, a jornada de Enola se torna ainda mais consistente. A jovem não apenas está procurando a mãe desaparecida ou ajudando um jovem que estão querendo matar, mas ela está encontrando sua própria forma de ver o mundo, de ser ouvida e de deixar um legado. Que nada tem relação com a fama do irmão Sherlock! Por isso, segue seus instintos, pensamentos, tomando as decisões que julga ser a mais corretas para o momento.

Logo, pode ser que para alguns a inteligência da personagem seja demonstrada de forma conveniente e o fato de Sherlock Holmes não possuir destaque incomode, contudo o ponto crucial aqui é na criação e desenvolvimento de uma protagonista feminina, e se analisarmos com mais profundidade, nenhum comentário assim seria dito caso houvesse um irmão mais novo dos Holmes ou se tivéssemos uma nova versão de O Enigma da Pirâmide de 1985. Entre o machismo velado e o saudosista incoerente, Enola Holmes segue ilesa!

Enola Holmes é uma divertida, cativante e bem humorada aventura que certamente irá conquistar muitos espectadores com sua protagonista perspicaz e audaciosa. Além disso, ao trazer um discurso pautado em ideias à frente do seu tempo, há muito o que se discutir sobre o papel da mulher em uma sociedade que ainda não entende as mudanças que já aconteceram.

Com uma direção executada com assertividade, a jovem Holmes ganha ainda mais força graças à atuação de Millie Bobby Brown que usando de seu carisma, conduz muito bem a narrativa e nos levando a esperar que esta seja a primeira investigação de Enola na sétima arte!

Assim, para aqueles que ainda torcem o nariz pela adaptação ou reclamam de uma irmã na família Holmes, há muitos registros do detetive de cachimbo e chapéu por aí, desde a série exaustiva com Benedict Cumberbatch até os filmes esquecíveis com Robert Downey Jr. Ou seja, há Sherlock para todos os gostos e isso é elementar!

Enola Holmes está disponível na Netflix!

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

47
3

Amigos da Super