Notícias
  09/05/2022 às 10h24

Spree


3
0
Spree

Assim como outras mídias, as redes sociais, principalmente aquelas que envolvem canais com vídeos diários e sobre o cotidiano, também possuem movimentos e tendências que se modificam conforme o tempo passa! Desde desenhar a própria vida ou mês de abril com produções diárias, os "influencers" tentam cada vez mais ser relevantes quando o quesito é criar conteúdo para o seu público. Ou simplesmente ir ao absurdo pela curtida, comentário e engajamento! E da mesma forma como muitos se perguntam sobre limites em diferentes áreas, será que vale tudo por um "like" e inscrito novo?

Desta forma, 'Spree', chegou no catálogo da HBO Max, trazendo um protagonista capaz de tudo para se tornar uma figura conhecida na internet, nem que para isso comece um verdadeiro massacre com os passageiros do seu carro de aplicativo. Assim, adentrando os cenários dos slasher, do found footage e do gore, temos um exemplar divertido, criativo e absurdo do quanto as pessoas estão dispostas para conquistar cada vez mais seguidores. Mesmo que seu conteúdo seja "de matar'!

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

Kurt Kunkle é um jovem que tem um canal nas redes sociais sobre sua vida, "O Mundo de Kurt", porém ninguém o segue, ninguém o acompanha e apesar de ser amigo de um grande influencer, seu conteúdo não é relevante. Até que numa noite ele decide criar o vlog "A Lição", com o intuito de viralizar, e para isso, irá matar cada um dos passageiros que entrar em seu carro de aplicativo Spree. E assim, começa a jornada de Kurt através da fama e do derramamento de sangue!

Eugene Kotlyarenko comanda a produção que abraça o conceito de found footage e slasher para ao mesmo tempo, colocar em xeque as questões que envolvem os conteúdos criados pela internet e a relevância dos mesmos em uma geração que precisa de visibilidade, likes e seguidores.

O interessante do longa é que se você não sabe a proposta, não leu a sinopse ou viu trailer, irá se surpreender pelos rumos que a história irá tomar. Isso se dá pela direção que aos poucos vai estabelecendo o seu maníaco, que aparentemente não tem nada de psicopata. Contudo, conforme as situações vão acontecendo, não somente a figura principal, mas a atmosfera vai se modificando, tornando o pequeno espaço do veículo onde a história se desenrola, em algo cada vez mais desconfortável.

Isso faz com que o diretor faça escolhas cada vez mais apegadas ao gore e a violência gráfica, que começam de maneira "sutil", mas vão escalando cada vez mais os níveis do que é bizarro. E tudo vai ganhando proporções cada vez maiores, como se o protagonista estivesse em um jogo de desafios que se eleva a cada nova etapa. No caso, a cada novo pedido de quem está assistindo.

E para não perder os seguidores conquistados, vale para Kurt, matar jovens em um ferro velho, drogar passageiros que estão se deslocando para reuniões, invadir a casa de um amigo e perseguir uma produtora de conteúdo em ascensão! Logo, o jovem vai ganhando novas camadas dignas de um maníaco de filme slasher.

Obviamente é a atuação de Joe Keery  que garante que o ritmo se mantenha da melhor forma possível nessa "corrida" de terror constante! E quando pensamos que o rapaz já realizou de tudo, ele consegue alcançar mais níveis de selvageria, dentro de fora do seu carro. Sempre sustentando um discurso que certamente já ouvimos de alguma forma por pessoas que estão na internet. O que deixa tudo ainda mais assustador!

Quando a história tem início encontramos um Kurt decepcionado por não conseguir conquistar o que queria com seu canal de vídeos. E por mais que tentasse, fizesse, o seu conteúdo não chegava até ninguém.

Por isso, ir ao extremo era necessário! E com a ajuda de seu carro de aplicativo, ele tinha a forma e método para executar um plano que ele chamaria de "Lição". Se tudo desse certo naquele dia, poderia finalmente viralizar e ser uma figura lembrada na internet. Já que muitos, sem fazer tanto, estavam chegando nesse patamar.

Apesar de toda dose de violência e sociopatia de seu protagonista, 'Spree' contesta a forma como os conteúdos para internet são criados e quem realmente possui o poder de influenciar outros de alguma forma quando um vídeo, post ou foto sua é publicado. Ao passo que o longa se desenvolve, vamos percebendo que certas situações mostradas não estão tão distantes do que podemos encontrar no Youtube, Tik Tok ou Instagram. Isso se dá também aos comentários e textos ao estilo twitter!

O resultado é uma obra que trata de criticar o que é digital, apesar de algumas vezes não estar tão pautada na realidade, pois conforme Kurt comete seus crimes, as consequências demoram a acontecer e só vão realmente surgir em tela após o desfecho. Ainda assim, a produção consegue nos colocar uma dúvida interessante: Será que temos dado audiência a quem realmente merece?

'Spree' consegue em pouco mais de uma hora, contestar o que realmente é relevante ou não na internet, trazendo um protagonista capaz de tudo para se tornar uma figura conhecida. Nem que para isso comece um verdadeiro massacre com os passageiros do seu carro de aplicativo.

Assim, adentrando os cenários dos slasher, do found footage e do gore, temos um exemplar divertido, criativo e absurdo do quanto as pessoas estão dispostas para conquistar cada vez mais seguidores. Mesmo que seu conteúdo seja "de matar'! E ao final, nos perguntamos se realmente quem estamos seguindo merece a nossa audiência e likes!?

'Spree' está disponível na HBO Max! 

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

185
24

Amigos da Super