Notícias
  09/04/2015 às 14h56

Público é quem mais perde com separação


Público é quem mais perde com separação

Não é de hoje que nossa música sertaneja sofre com atritos pessoais e profissionais entre duplas. Quem não lembra dos lendários João Mineiro & Marciano, que se separaram misteriosamente após atritos até hoje não revelados.

Há de considerar que algumas destas separações foram temporárias, como a dos irmãos Christian & Ralf, Edson & Hudson, Zezé Di Camargo & Luciano e dos parceiros Hugo Pena & Gabriel, Rick & Renner e Cleiton & Camargo. Todos voltaram a se entender e reativaram as parcerias, claro que alguns com mais agilidade e outros com mais morosidade.

Mas não podemos esquecer que há duplas que se separaram e que nem comenta-se em uma possível volta, como é o caso dos irmãos Guto & Nando, Gian & Giovanni e dos amigos João Carreiro & Capataz.

No caso dos irmãos Guto & Nando houve inicialmente um problema de saúde e posteriormente atritos pessoais, que impediram a continuidade de uma carreira brilhante. Sem demagogia e parcialidade, os dois formaram uma das melhores e mais independentes duplas da história. O “conjunto da obra” era perfeito, mas o destaque era justamente o repertório, que mesclava o tradicional country americano com rock e sertanejo. Era um estilo que muitos intérpretes tentaram se aproximar, mas sem expressivo sucesso.

Hoje Guto utiliza o codinome “Gutto Barbosa” e o Nando adicionou o mesmo sobrenome. Ambos seguem em carreiras independentes e identidades musicais diferentes.

Já João Carreiro deu um tempo em sua carreira em parceria com Capataz, que por sua vez seguiu a carreira em parceria com um novo parceiro de codinome “Capataz”.

Mais recentemente mais uma parceria se perdeu no caminho. Trata-se de Gian & Giovanni, que não souberam administrar problemas pessoais e se deixaram levar pelos boatos maliciosos.

O maior prejudicado com todas essas separações é sem dúvida o público, o fã e os admiradores. Por mais que uma possível volta seja viável, o clima é sempre de decepção.

Vamos torcer para as brigas de “egos” não afetarem mais nenhuma dupla que nos presenteia com belas interpretações.

Fonte: Sertanejo na Web

sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

53
4

Amigos da Super