Notícias
  06/09/2019 às 11h33

Obras importantes na Grande Vitória podem ficar paradas por falta de verbas


0
0
Obras importantes na Grande Vitória podem ficar paradas por falta de verbas

Pelo menos 110 obras públicas, que seriam feitas através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), podem ser paralisadas no Espírito Santo por falta de dinheiro. São obras importantes, principalmente para a população que sofre com os alagamentos.

Uma das obras seria em Viana, uma represa para conter a água do Rio Formate. Quando chove forte, ele transborda e alaga vários bairros, como aconteceu em novembro de 2018, quando vários moradores ficaram "ilhados".

"Esse projeto estava previsto para armazenar as águas que vêm das cabeceiras do Formate em de forma controlada, essa água iria descer", explicou o representante da Associação Intermunicipal em Defesa do Rio Formate, João Neto.

O balanço atualizado sobre a situação das obras do PAC foi liberado pelo governo federal semana passada. O governo federal vai liberar dinheiro só para as obras "mais baratas" e já adiantadas.

No Espírito Santo, somente 72 se encaixam nesses critérios. As outras 110, por enquanto, continuam paradas.

"Tem uma série de obras se estragando. Um monte de dinheiro público investido e sem resultado para a população", disse o presidente do Sindicato da Construção Civil do Espírito Santo, Paulo Baraona.

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook e pelo Instagram.

As obras de drenagem e ampliação do canal de Guaranhuns, em Vila Velha, são outras esperadas há tempos. A informação é de que começariam esse ano, mas devem custar R$ 72 milhões e esse dinheiro não será liberado.

O governo explicou que as obras já previstas no PAC serão enviadas para os ministérios. Cada um vai executar as obras de acordo com a prioridade e o orçamento. Por exemplo: a obras de creches vão para o Ministério da Educação; as obras de estradas, para o Ministério de Infraestrutura; e as obras do Canal de Guaranhus vão para o Ministério do Desenvolvimento Regional.

"Nossa expectativa é de que os governos estadual e municipal se movam com rapidez, procurando o ministério competente, que no caso das obras de saneamento é o Ministério de Desenvolvimento Regional. Eles têm que tentar garantir que se continuem esses projetos em andamento", falou o vice-presidente da Associação de Moradores da Praia de Gaivotas, Danilo Juffo.

O presidente do Sindicato da Construção Civil disse que concorda com a descentralização proposta.

"Eu acho que essa descentralização é importante, inclusive em termos de orçamento vai até facilitar, porque a verba para essas obras será destinada a um ministério", acredita.

Por: G1 ES

Link da matéria original:
https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/2019/09/06/obras-importantes-na-grande-vitoria-podem-ficar-paradas-por-falta-de-verbas.ghtml

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

237
41

Amigos da Super