Notícias
  05/04/2019 às 8h38

Jovem baleado por PM na Rodovia do Sol corre risco de ficar paraplégico, no ES


4
0
Jovem baleado por PM na Rodovia do Sol corre risco de ficar paraplégico, no ES

O universitário de 24 anos que foi baleado por um policial militar na Rodovia do Sol, em Ponta da Fruta, Vila Velha, no sábado (30), está em estado grave e corre o risco de ficar paraplégico. Segundo familiares, a equipe médica informou que ele tem 10% de chance de voltar a andar após se recuperar da cirurgia.

A motivação do crime ainda está sendo investigada. O policial, identificado como Alex Lopes Neves, de 32 anos, e é soldado da PM desde 2014. Ele foi preso na noite desta quarta-feira (3), no 4º Batalhão da PM no bairro Ibes, e autuado por tentativa de homicídio. A arma dele foi apreendida.

A briga começou no início da Rodovia do Sol, quando os dois seguiam no sentido Guarapari. O policial contou para a polícia que atirou depois de ser fechado e ameaçado pelo estudante em um semáforo. Já a vítima contou que não se lembra da fechada e que acelerou o carro por medo do policial.

"Segundo a vítima, ele não se recorda dessa fechada. Ele seguiu viagem e, quando parou no semáforo, ele só viu uma motocicleta se aproximando, o condutor dela teria feito o saque da arma de fogo e efetuado um disparo. E, segundo o policial militar, a vítima teria colocado a mão debaixo do banco, feito menção que ia pegar algo, e, nesse momento, temendo uma agressão, ele efetuou um disparo", explicou o delegado Alan de Andrade.

Segundo a vítima, PM atirou quando eles estavam parados em um semáforo — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

O tiro atravessou o vidro, o banco do carro e atingiu o universitário nas costas. O estudante relatou à polícia que, sem querer, acabou pisando no acelerador e o carro andou desgovernado por alguns metros, até parar no meio de um matagal.

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook e pelo Instagram.

O jovem foi socorrido, fez uma cirurgia para retirar a bala e o procedimento foi bem sucedido, mas houve uma lesão na medula. O estado de saúde dele é delicado. Médicos disseram à família que ele tem 10% de chance de voltar a andar.

O atirador fugiu e só depois o delegado do caso descobriu que era um policial militar e pediu a prisão dele.

Depois do crime, ele voltou a trabalhar. Foi preso antes de apresentar um atestado médico no 4º Batalhão. A prisão temporária de 30 dias por tentativa de homicídio ainda pode ser maior.

Polícia Militar
A Polícia Militar informou, por meio de nota, que a prisão do soldado ocorreu no momento em que este entregava dispensa médica à administração do 4º Batalhão.

A prisão ocorreu sem resistência, após cooperação firmada entre o delegado responsável e o comando da Unidade Militar, com participação ativa da Corregedoria da PMES.

"Por sua natureza de crime comum, o inquérito será apurado pela Polícia Civil, que elucidará as circunstâncias em que o crime ocorreu. A PMES lamenta o ocorrido e exatamente por não coadunar com ações dessa natureza, coloca-se a inteira disposição das autoridades policiais, responsáveis pelo inquérito, para elucidação dos fatos. Tão logo receba da Polícia Civil os documentos iniciais de apuração, a Corregedoria instaurará os procedimentos cabíveis", informou a PM por nota.

Por G1 ES

Link da matéria original: 
https://g1.globo.com/es/espirito-santo/noticia/2019/04/04/jovem-baleado-por-pm-na-rodovia-do-sol-corre-risco-de-ficar-paraplegico-no-es.ghtml

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

172
18

Amigos da Super