Notícias
  05/04/2016 às 11h33

Fala Prefeito - Luciano Rezende


Fala Prefeito - Luciano Rezende

Você sempre quis fazer uma pergunta ao prefeito de sua cidade mas nunca teve oportunidade? No quadro "Fala Prefeito!" você tem essa chance. O programa é veiculado de segunda a sexta, 07h30 da manhã, na rádio FM Super. Dentre os dias 21 a 25 de Março conversamos com Luciano Rezende sobre os desafios de sua gestão na cidade de Vitória. O prefeito aproveitou a ocasião para responder diversas perguntas de nossos ouvintes. Confira: 

Sandra Cristina Botelho - Gostaria de perguntar ao Luciano Rezende sobre a educação, pois a nota da saúde foi excelente. Mas qual é a real situação dos professores, já que daqui a um ano estarão quase no salário mínimo?

Resposta – A Prefeitura de Vitória paga um salário inicial de R$ 2.155,18 para 25 horas de trabalho semanal aos professores com especialização. E temos um salário de R$ 3.032,51 para o professor com 15 anos de carreira e R$ 4.939,70 para o mesmo professor em final de carreira (25 anos de trabalho). Além disso, nossa gestão tem um plano de valorização profissional, no qual os professores participam de cursos de capacitação em diversas áreas como, por exemplo, atendimento a alunos com deficiência visual, transtornos globais do desenvolvimento ou altas habilidades. Sou servidor público, médico, concursado da Prefeitura de Vitória e filho de professora da rede municipal. Sabemos que o trabalhador da educação merece maior valorização e reconhecimento e esse é um desafio que temos não só em Vitória, mas também em todo o País.

 

Leila Aparecida Gomes de Oliveira Cardoso - Prefeito, existe algum projeto do que fazer com os pedintes nas ruas? Pois eles estão em toda parte. Às vezes são agressivos, colocando em risco o nosso ir e vir. A qualquer hora do dia, lá estão eles. Se os quiosques atrapalhavam a vista de Camburi, imagine esbarrar com moradores de rua em frente aos restaurantes da cidade! Isso inibe as família de comerem.

Resposta – O programa Onde Anda Você/Escola da Vida acolheu 90% dos moradores em situação de rua em Vitória. No início da nossa gestão, em janeiro de 2013, existiam em Vitória 732 pessoas em situação de rua, e atualmente esse número gira em torno de 100. A Escola da Vida, que foi inaugurada em dezembro de 2015, já está com 60 pessoas frequentando, todas acolhidas pelo programa e muitas delas já estão sendo reintroduzidas nas suas famílias, na sociedade e no mercado de trabalho.

 

Adriana Piumbini - O que o senhor tem a dizer sobre ser o um dos políticos capixabas com o nome no listão da Odebrecht?

Resposta – O Diretório Municipal do PPS no Espírito Santo enviou uma nota na qual esclarece que não houve doação da empresa investigada para a campanha à Prefeitura de Vitória em 2012, cujas contas foram aprovadas sem ressalvas pelo Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES). Os próprios veículos de comunicação divulgaram em seguida que a lista seria falsa. E mais, não há nenhuma relação da empresa com a atual gestão da PMV. A tal “lista” é uma planilha encontrada, fora do escopo atual das investigações, tornada pública, que nas palavras do próprio juiz Sérgio Moro não foi sequer analisada. 

sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

135
17

Amigos da Super