Notícias
  13/04/2020 às 14h46

Efeito Pigmaleão


21
0
Efeito Pigmaleão

O "Efeito Pigmaleão" é um método onde expectativas são depositadas como ferramenta de estímulo para que o aluno, ou alunos, em questão possa atingir o seu potencial. Contudo, essa abordagem às vezes pode ser prejudicial, não apresentando o resultado esperado.

Esses dois pontos da mesma teoria se aplicam totalmente nesse novo filme da Netflix.
Efeito Pigmaleão traz à sala de aula para próximo do espectador mostrando que os conflitos internos e externos se cruzam na vida escolar, prejudicando, auxiliando e modificando o contexto daqueles que percorrem esse lugar.

E nem sempre todos conseguem se salvar no Conselho de Classe.

A senhorita Zibra é a nova conselheira de uma escola de bairro periférico de Paris. Aos poucos ela vai percebendo que a vida escolar naquele lugar é repleta de desafios, envolvendo o tráfico dentro da própria escola e violência. Assim, ela procura estimular os alunos para que possam conquistar os objetivos, descobrindo seus talentos, ao mesmo tempo que precisa lidar com seus próprios dilemas.

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

Mehdi Idir e Grand Corps Malade dirigem e escrevem o roteiro dessa produção francesa sobre a vida na sala de aula.

Os diretores tratam a história sob um ponto de vista real e pé no chão, sem a necessidade de criar situações mirabolantes para mudanças no ambiente. O que importa nesse caso, ao contar essa narrativa, é a forma como alunos e professores sofrem os efeitos do cotidiano.

Para isso a direção brinca com a câmera de várias maneiras. Em momentos de conflito o foco está no rosto dos personagens, evidenciando suas expressões e mesmo que não digam uma palavra, fica compressível o que está sendo transmitido. Ao mesmo tempo, em duas sequências, a escolha é por planos longos, quase realizando um plano sequência, criando um paralelo entre a jornada que começa e a que chega ao fim, contando com os mesmos personagens e revelando a capacidade de ir de um tom alegre para o drama!

Sem contar a trilha sonora que mescla entre o rap e o hip hop francês, escolhendo canções que através da melodia e da "batida" dão o ritmo para as cenas, estabelecendo ainda mais emoção. Aliás, há uma homenagem ao clássico "Mentes Perigosas" que encerra perfeitamente a história que está sendo contada.

Peço licença neste momento, meu querido leitor, para continuar esse texto por um ângulo um tanto pessoal.

A frase acima já foi dita a mim diversas vezes, por diversos alunos, em diferentes situações. Alunos que nós, professores, reconhecemos o potencial, mas por conta das circunstâncias da vida, o local onde moram, a estrutura familiar, ficam estagnados em um pensamento que os impede de progredir. Em alguns casos não são as questões pessoais, pois se analisarmos locais que deveriam ser ocupados por tais alunos, como universidades, institutos, que hoje ganham o formato elitista daqueles que não sabem o que é ter que acordar cedo, andar até a escola e torcer para que o lanche o venha sustentar até o fim do dia, infelizmente essa pode ser a única refeição, percebemos que frases como esta podem acontecer em qualquer momento.

E como podemos ver na narrativa, França e Brasil não estão tão distantes de suas realidades escolares, principalmente das escolas localizadas em zonas de periferia, consideradas apenas palco de violência. Por isso, o texto do filme decide não "canonizar" os professores, entretanto os apresenta como pessoas que sofrem, têm seus próprios conflitos e precisam às vezes se afastar daquele ambiente por não aguentarem a falta de suporte e estrutura.

De maneira sútil, porém palpável o efeito do título vai ganhando forma quando vamos acompanhando alguns alunos de perto, suas histórias de vida, o seu contexto e assim o trabalho de estímulo vai surgindo, em alguns se torna a ferramenta para encontrar talento na música, já em outros se perde em meio as aflições que a vida produz.
Desta forma, chegamos a uma reunião do Conselho Escolar, temido por alguns, inútil para muitos, mas que pode decidir a vida escolar de um aluno. Um momento que certamente trará muita familiaridade para o espectador que sabe como aquilo funciona e um entendimento maior para aquele que ainda possui ideias errôneas sobre a educação!

Efeito Pigmaleão apresenta a realidade da sala de aula que pode ser a mesma em qualquer lugar do mundo. Onde há falta de estrutura, suporte, onde a violência se faz presente, dentro e fora da sala de aula. Ao mesmo tempo, encontrando em profissionais dedicados uma ponta de esperança para as mudanças na vida de muitos alunos.
Com uma direção que nos coloca dentro da experiência de um colégio periférico, a produção conquista a empatia do público através das histórias dos personagens e da trilha sonora contagiante.

Paulo Freire certa vez disse: "A Educação, qualquer que seja ela, é sempre uma teoria do conhecimento posta em prática." Em tempos onde se questionam tantas coisas inúteis e o que é útil para a formação é dispensado, cabe ao professor ser as teorias demonstradas na prática, seja através da sua matéria, da sua vida ou do estímulo que lança em alguém.

Pois certamente haverá resultado, sem a necessidade de um Conselho de Classe!

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

241
43

Amigos da Super