Notícias
  06/04/2020 às 17h18

Coffee e Kareem


10
2
Coffee e Kareem

*Este filme está na Netflix

Boas histórias de humor pode contar tramas que nós conhecemos de outras produções e até se misturar com diversos outros gêneros do cinema. E um que sempre se torna paródia ou motivo de piada em algum momento é justamente o de ação com policiais.

Os dilemas da dupla de parceiros incorruptíveis tentando resolver algum crime já é conhecido por muitos, mas aqui, saem os dois agentes para termos um policial acovardado e um adolescente desbocado para entrar em situações absurdas com o simples intuito de nos fazer dar risada. E de quebra ainda temos a talentosa Taraji P. Henson!

Assim, Coffee e Kareem são uma ótima dupla no combate a monotonia da quarentena!

Coffee é um policial que acaba deixando um traficante fugir durante a escolta policial e como se não bastasse as coisas não estarem indo bem no trabalho, ele vai ter que cuidar do filho da namorada, Vanessa, o levando até a casa de um colega de escola.

Porém, o que era para ser um plano do garoto, acaba o colocando como testemunha de crime e da rede de corrupção dentro da polícia.

Logo, Coffee e Kareem passam a ter que fugir antes que se tornem as próximas vítimas de um esquema que envolve o tráfico de drogas na cidade.

Michael Dowse dirige a produção fazendo não apenas referências a conhecidos filmes de ação policiais, mas entregando um humor despretensioso, desbocado e totalmente despreocupado se vai ofender ou não.

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

O interessante aqui é que o diretor brinca com todos os clichês já conhecidos desse tipo de história. Temos o momento da conversa na sala do capitão, a situação de vergonha que o policial protagonista passa, perseguições, tiroteios e logicamente, momentos de combate. Porém nada disso é para que nos dê a sensação de realismo ou de perigo eminente. O principal foco é fazer com que o espectador dê risada das impossibilidades que se tornam possíveis durante as cenas.

Quando os bandidos precisam invadir a casa da família da história, começa todo um questionamento sobre hierarquia, formas de comportamento e até mesmo como ter assepsia durante a ação. Ao mesmo tempo, quando o personagem principal precisa confrontar o informante, ele utiliza uma artimanha altamente confusa, contudo, surtindo o efeito esperado. Ou seja, a direção sempre quebra expectativa de quem está acompanhando, unindo isso a piadas visuais, como na rotatória com as viaturas, ou trazendo alguns questionamentos sociais, como na abordagem de Coffee à uma pessoa para obter o seu veículo. Logicamente isso se deve ao excelente tom cômico de Ed Helms (Coffee), que vai da inocência à burrice constantemente, ao descontrole expressivo de Betty Gilpin (Watts) e a falta de filtros de Terrence Little Gardenhigh (Kareem), garantindo que o ritmo de humor não se perca. Sem contar na presença de Taraji P. Henson, que certamente encena uma das lutas mais engraçadas das comédias de ação.

Por mais que estejamos acompanhando toda uma história que envolve corrupção, tráfico e o sistema policial, nada disso é o que importa na verdade durante a narrativa. Pois a relação de Coffee e Kareem é muito mais interessante.

Um policial já de meia idade e um garoto que ainda não saiu do ensino fundamental, envolvidos numa rede de crimes, se tornam então atrativos à medida que a diferença de ambos vai trazendo cada vez mais elementos para a história. Se Coffee é acovardado, sobra pra Kareem intimidar as pessoas que passam pelo caminho. Se Kareem se sente ameaçado, já é Coffee que surge como figura de proteção, não que isso funcione, obviamente. E cada uma dessas situações rende ótimos momentos de humor e de ação, que não se prendem a ter que dar uma lição sobre relacionamentos ou estabelecer um vínculo de "pai e filho". O importante é fazer piada com os traficantes que tem seus próprios dilemas internos, com a detetive que tem complexo de superioridade ou com uma mãe solteira que quando irritada consegue atirar, bater e colocar mais medo que qualquer pessoa.

Ao final, nessa paródia de ação policial, a diversão se torna abusada, descompromissada e totalmente envolvente.

Coffee & Kareem é uma comédia absurda, despretensiosa e altamente sem filtros, para contar uma história cheia de ação, com um humor ácido e personagens engraçados.
A direção sabe como conduzir cada um dos momentos, dando aos momentos de ação sua intensidade e às piadas o encaixe perfeito para dar um ritmo que certamente vai cativar muitas pessoas, principalmente fazendo rir de cada situação.

Se no cinema as "duplas improváveis" já cumpriram inúmeras missões para salvar pessoas, cidades e até o mundo, aqui a única coisa que se esperava era que se salvasse a própria pele, em meio à bandidos complexados, uma vilã descontrolada e uma mãe boa pontaria.

Coffee e Kareem são uma ótima dupla no combate a monotonia da quarentena!

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

226
39

Amigos da Super