Notícias
  01/02/2022 às 10h46

Bar Doce Lar


5
0
Bar Doce Lar

Dizem que temos a tendência de repetir certas ações que nossos pais realizam ao longo da vida! E quando alguma figura não se faz presente, talvez a história a ser contada esteja relacionada a muitas compensações e a um amadurecimento repleto de reparos que precisam ser feitos.

Com isso, a nova obra dirigida por George Clooney é uma verdadeira jornada sobre se espelhar no outro, relutando para não ser igual ainda que exista uma ausência enorme! E com Ben Affleck, o diretor dá ao ator a oportunidade de entregar uma das melhores atuações de sua carreira, sem contar que esta narrativa se conectará aos espectadores de diferentes formas, mas seguindo um ponto comum: A família que construímos ao longo do tempo!

J.R (Tye Sheridan), desde criança demonstrou ser diferente dos demais, sua personalidade peculiar torna-se evidente na trama ao enxergar o lado bom em situações adversas do seu dia a dia. Com a ausência da figura paterna, sua mãe Dorothy Maguire(Lilly Rabe) é o seu pilar, deseja que seja filho fuja do ciclo de inseguranças e falhas que assombra o elo familiar, outra figura importante na vida de J.R. é o seu tio Charlie Maguire (Ben Affleck) dono do bar chamado "The Dickens" sendo sua principal referência masculina, dispondo de conselhos e afeto genuíno.

O diferencial deste filme este em sua estética, podemos perceber a riqueza dos detalhes em objetos de cenas e em sua fotografia, a trilha sonora nos envolve em cada cena, causando a imersão do telespectador em todo ambiente proposto pelo diretor Clooney para década de 80.

Embora J.R seja o personagem principal desta história, seu tio Charlie Maguire interpretado por Ben Affleck tem o seu papel de destaque.

O nome do seu bar faz analogia ao autor romancista Charlie Dickinson, ressignificando a ideia de que em um bar, é somente para consumo de bebidas alcoólicas, o fumo ou flerte, as estantes divide espaço com os livros , o clima é familiar e aconchegante. J.R passou sua infância até sua fase adulta neste bar, vivenciando e contando histórias, recorrendo ao seu tio sempre que necessário, no qual lhe oferecer os melhores conselhos e incentivo em sua vida amorosa e profissional.

Outra analogia interessante se faz a partir do personagem "a voz", interpretando por Max Martini, o pai biológico de J.R.

O radialista faz pequenas aparição em momentos específicos da vida de J.R, porém, determinantes para cause impacto ao espectador, protagonizando cenas que geram verdadeiro asco, devido a sua arrogância, prepotência e completo desinteresse pela vida de seu filho.

A voz era algo que desde pequeno J.R se apegava, ouvir seu pai nas rádios era o mais próximo de afeição que poderia receber dele, em sua fase adulta é perceptível como a ausência paterna causou transtornos em seu desenvolvimento. Há sempre algo pendente e uma pequena esperança de seu pai o enxergue como um homem capaz de conquistar seus sonhos por mérito próprio mesmo que não tenha tido auxílio paterno algum.

De maneira não muito inovadora, mas cativante, acompanhamos o amadurecimento do personagem principal em ações que envolve a sua ida para universidade, a busca pelo emprego dos sonhos, as dificuldades enfrentadas pela desigualdade social. E como o fato de não ter nascido em berço de outro impacta em diversas vertentes de sua vida. Inclusive em sua primeira relação amorosa com Sidney (Briana Middleton), uma mulher negra, de família rica, que vê apenas J.R alguém para se divertir sem a necessidades de manter compromisso sério, pois o status social em que J.R se encontra jamais será aceito pela sua família.

Embora os conflitos sejam abordados de forma superficial é possível a percepção do quão afetado o personagem é sobre elas, em contrapartida, a história nos mostra mensagem positiva sobre a necessidade de possuir apoio familiar (ou não) e seguir sempre em buscas dos seus sonhos.

E nessa jornada sobre se espelhar no outro, relutando para não ser igual, existe um sentimento que demonstra que nunca se esteve sozinho em nenhum momento, e certas vozes talvez nem sejam tão importantes assim!

Bar Doce Lar está disponível na Amazon Prime vídeo.

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

185
24

Amigos da Super