Notícias
  26/04/2021 às 11h54

À Espreita do Mal


16
0
À Espreita do Mal

Poucas vezes a Netflix conseguiu entregar um bom filme de gênero, e neste caso estamos falando de suas produções originais, já que no quesito distribuição, existem títulos bem-sucedidos em seu catálogo! E quando isso acontece, precisamos dar espaço para falar dessa obra que consegue estabelecer os elementos necessários para prender o espectador do começo ao fim em uma trama cheia de reviravoltas.

Por isso, À Espreita do Mal se torna uma dessas produções. E ao misturar elementos do gênero de terror, dos thrillers de investigação e uma boa dose de suspense, o conceito da trama se une ao tom enigmático que vai ganhando mais força ao longo do filme! Então prepara-se para mais de uma hora e meia de película que certamente te deixará boquiaberto com seu final.

A família Harper está passando por um momento muito complicado! Marido e esposa estão em uma relação conturbada e abalada por uma traição, além do filho adolescente estar revoltado com tudo o que está ocorrendo e desestruturando seu lar! Porém coisas estão acontecendo naquela cidade. Meninos estão desaparecendo e parece que naquela casa há algo de errado, algo que coabita com eles. Assim, quando segredos forem revelados e as ações forem trazidas à tona, o mal verdadeiro ganhará uma forma surpreendente!

Adam Randall comanda a produção e estabelece desde o começo uma atmosfera que irá capturar a sua atenção! E com isso, o diretor aos poucos passa a mostrar que nem tudo é o que parece. Para isso, a câmera explora os ambientes da casa que ora parece ampla, fria e assustadora. Ao mesmo tempo, dá um ar claustrofóbico, entristecido e melancólico a tudo e todos que aparecem no decorrer da trama. Ou seja, não espera um filme convencional dentro de qualquer gênero!

Por mais que utilize mais do suspense para contar sua história, Randall também faz uso de pontos conhecidos dos filmes de terror. O personagem que está atrás de uma porta que se fecha, a aparição abrupta quando se sai de um cômodo, as portas que fecham em momentos inesperados. Fazendo com que uma "aura" sobrenatural se crie e vá galgando espaço quando objetos somem da casa, fotos desaparecem dos quadros ou sombras se projetam em diferentes locais.

O diretor sabe como fazer disso um instrumento para nos atrair para dentro daquela história.

E quando menos percebemos, estamos tentando criar teorias para resolver os mistérios que a narrativa vai nos levando acreditar que estão acontecendo de jeito, mas ao trazer ao público o ponto central de virada da trama tudo parece fazer, e não fazer, sentido para os acontecimentos. Aos poucos as peças se encaixam, e aquilo que entendemos como o grande antagonista de toda história, pode ser apenas mais uma vítima de um mal que estava escondido numa figura tão justa, e até então, vítima! Novamente, mérito para a forma como a direção nos revela tais situações e o quanto a edição se faz exímia aqui!

+ Siga a rádio FM Super também pelo Facebook, Instagram e YouTube.

Nada é o que parece! Principalmente quando a trama vai ganhando ainda mais o tom de mistério! Não bastasse a crise na família Harper, a cidade passa por um momento que se assemelha com algo do passado e o medo das mesmas atrocidades aconteceram se torna coletivo. E aos poucos, o que acontece naquela casa passa a transmitir a sensação que está ao redor, à espreita, prestes a trazer à tona o que há de pior nas pessoas!

Deste modo a narrativa vai nos mostrando uma mãe tentando recuperar a confiança do filho, um pai tentando lidar com as situações e entender quem está causando os desaparecimentos, e um filho tendo que suportar ver o lar se desfazendo. E essa mistura de sentimentos culminam em situações que vão nos deixando intrigados, em alguns pontos, assustados com o que possa estar realmente ocorrendo naquela vizinhança, em paralelo, com aquela casa.

E a casa parece ter vida, ter vontades, ter força para modificar quem habita nela! Nesse jogo textual, enquanto a investigação ocorre, as bizarrices se tornam maiores lá dentro, ganham novas forças, sombras e começam a ferir pessoas. Entretanto, nada é o que parece e isso é fundamental para abraçar todo esse suspense até os minutos finais!

'À Espreita do Mal' reúne bons elementos do suspense e do terror para entregar uma trama que além de capturar o espectador, consegue convencer com suas reviravoltas além de provocar aquele sentimento de surpresa que somente um bom filme do gênero é capaz de realizar! Eis um acerto da Netflix, em catálogo repleto de produção mornas e esquecíveis!

Ao mesmo tempo, a direção sabe como usar cada ponto de sua história para confundir e trazer para mais perto quem assiste. Sem precisar de recursos baratos, como sustos o tempo todo ou exagerar em seu desfecho, faz um trabalho exímio instigando, ao passo que ao revelar o que é principal, ganha ainda força mais tela!

Ao final, ao dar o "play" se deixe levar pela atmosfera da produção, por seus mistérios e se cabe um último conselho, sempre verifique todos os cômodos de sua casa. Só por precaução!

À Espreita do Mal está disponível na Netflix

Will Weber
Geek Guia

Tags
sombra

Promoções
sombra

Artista em Destaque

145
18

Amigos da Super